Missa de 7º dia homenageia Zilda Arns no Rio

A Arquidiocese do Rio fez hoje uma homenagem à fundadora da Pastoral da Criança e da Pastoral da Pessoa Idosa, Zilda Arns, que morreu no terremoto que atingiu o Haiti na terça-feira da semana passada. Cerca de 200 pessoas acompanharam a missa de 7º dia celebrada pelo arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta, na Igreja Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé, no centro da cidade.

Agência Estado |

Para o arcebispo, as pastorais perderão o carisma da pediatra, mas devem usar o exemplo da médica para manter os trabalhos de assistência. "Ela era uma mulher muito forte, corajosa, sempre alegre, que estava sempre disponível para servir o próximo", disse Dom Orani, que também fez orações pelo arcebispo de Porto Príncipe e pelos militares brasileiros que morreram no desastre.

Dezenas de integrantes da Pastoral da Criança participaram da celebração. A assessora técnica da Coordenação Nacional da Pastoral, Marcia Mamede, afirmou que Zilda Arns era um ícone da entidade e que participava ativamente de seus trabalhos. "A doutora Zilda deixa um legado de amor ao próximo que deve servir de exemplo para todos."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG