Quatro ministros tiraram férias para se dedicar às campanhas eleitorais: Tarso Genro, da Justiça; Carlos Lupi (Trabalho), Hélio Costa (Comunicações) e Edison Lobão (Minas e Energia). As informações são do jornal O Estado de S.

Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.