O ministro da Justiça da Itália, Angelino Alfano, reafirmou hoje, a jornalistas em Nápoles, que o governo do país tomará todas as medidas jurídicas possíveis na tentativa de obter a extradição de Cesare Battisti, ex-militante comunista condenado por quatro assassinatos e refugiado político no Brasil. Recebi o embaixador italiano no Brasil, Michele Valensise, e lhe dei o mandato para proceder com todas as ações jurídicas possíveis, disse Alfano.

O embaixador "recebeu do governo a tarefa de empreender todas as ações jurídicas possíveis", com o objetivo de obter "a restituição à Itália de um criminoso assassino", acrescentou. Battisti está detido no Presídio da Papuda, enquanto aguarda a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre sua soltura, visto que o ministro da Justiça do Brasil, Tarso Genro, lhe concedeu status de refugiado político. A atitude de Tarso levou a uma crise diplomática com a Itália, que exige a extradição de Battisti.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.