Ministro do Supremo confirma exclusão de Dilma e Tarso de investigação sobre dossiê

BRASÍLIA - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski reiterou sua decisão de excluir os ministros Dilma Rousseff, chefe da Casa Civil, e Tarso Genro, da Justiça, da lista de investigados em um inquérito da Polícia Federal que apura a produção e o vazamento de dossiê sobre gastos do ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso.

Agência Brasil |

Lewandowski seguiu parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR), segundo o qual não há qualquer indício de Dilma ou Tarso terem tido ciência da produção do dossiê.

Em fevereiro deste ano, o ministro já havia dado um despacho no mesmo sentido, mas voltou atrás diante de um pedido da procuradoria para se manifestar.

Os autos do inquérito retornarão agora à 12ª Vara Federal do Distrito Federal, uma vez que os demais investigados não têm prerrogativa de foro. A PGR ainda arquivou uma representação com o objetivo de apurar eventual ato de improbidade administrativa praticado pela ministra Dilma. A representação fazia alusão aos mesmos fatos investigados no inquérito em curso.

Leia mais sobre: Dilma - Tarso

    Leia tudo sobre: dilmatarso genro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG