Ministro do STJ diz que prisão de Arruda foi necessária

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro César Asfor Rocha, disse hoje, em Maceió, durante discurso no plenário da Assembleia Legislativa, que a decretação da prisão do governador licenciado do Distrito Federal, José Roberto Arruda (ex-DEM) tinha que ocorrer. É lamentável que se chegue ao ponto de retirar um governador do cargo, mas se for para cumprir a lei e a Constituição Federal, o Judiciário corta até na própria carne, como já fez com a prisão de juízes e desembargadores, afirmou.

Agência Estado |

"Atitudes como essa tem o caráter repressivo, mas antes de tudo preventivo, já que serve de exemplo para outros gestores públicos", acrescentou o presidente do STJ.

O ministro foi homenageado hoje na Assembleia alagoana e aproveitou a cerimônia para agradecer ao senador Fernando Collor (PTB/AL) sua indicação ao STJ quando era presidente da República. "Sinto-me orgulhoso de receber este título de cidadão e receber a medalha Floriano Peixoto. Tenho recebido muitas demonstrações de simpatia vindas de Alagoas. Agradeço ao presidente Collor a quem devo minha indicação ao STJ. Meu amigo, nunca vou esquecer que Vossa Excelência coroou a minha carreira", afirmou.

Antes de ser homenageado, o ministro destacou o trabalho que vem sendo realizado pelo STJ no combate à corrupção. Ele evitou falar em processos, mas disse que não há mais espaço para impunidade no País.

A solenidade de entrega das comendas foi presidida pelo presidente da Assembleia, deputado Fernando Toledo (PSDB), e contou coma presença do governador do Estado, Teotônio Vilela Filho (PSDB), e dos três senadores do Estado - Fernando Collor, Renan Calheiros (PMDB) e João Tenório (PSDB).

Durante a solenidade, Asfor também elogiou o peemedebista. O ministro classificou o senador como "indomável e corajoso, que não enjeita desafios". Asfor destacou ainda o orgulho de receber a honraria das mãos do governador tucano. Para ele, "um dos nomes com vocação ética".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG