Ministro da Justiça defende integração de forças nas fronteiras

José Eduardo Cardozo disse que é urgente a integração das forças de combate ao crime organizado

AE |

selo

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse na manhã deste sábado que é urgente a integração das forças de combate ao crime organizado para atuação nas fronteiras. "Fazemos um trabalho correndo contra o relógio, no limite das nossas possibilidades", disse o ministro, ao citar a inauguração de dois Gabinetes de Gestão Integrada de Fronteiras, no Paraná e no Mato Grosso do Sul. 

Cardozo esteve na Cidade de Deus (zona oeste), para o lançamento do programa Casa de Direitos, que oferece serviços de acesso à Justiça para a população. O ministro visitou ônibus e tendas de atendimento na comunidade, que já foi uma das mais violentas da cidade e em 2009 recebeu uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). 

"As pessoas procuravam o poder paralelo porque o Estado não estava presente. A experiência das UPPs e dos Territórios da Paz não é apenas a simples ocupação territorial. É a presença do Estado, oferecendo perspectivas de cidadania", afirmou Cardozo. "O piloto do helicóptero que me trouxe dizia no caminho que, há algum tempo, não poderia sobrevoar esta área, pois havia o risco de ser alvejado. Nunca pensei que, na condição de ministro de Estado, eu pudesse estar aqui", afirmou Cardozo.

    Leia tudo sobre: crime-organizadofronteirasJustiçaministroCardozo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG