RIO DE JANEIRO ¿ O ministro da Defesa, Nelson Jobim, virá ao Rio de Janeiro nesta terça-feira. A decisão foi tomada após uma reunião realizada hoje com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Durante o encontro, Jobim fez um relato sobre o episódio envolvendo os militares do Exército que resultou na morte de três rapazes.

O trajeto do ministro ainda não foi estabelecido, mas há uma probabilidade de que Jobim faça uma visita ao Morro da Providência, onde aconteceram protestos contra a morte dos jovens.

Sigilo telefônico

O delegado titular da 4ª DP (Praça da República), Ricardo Dominguez, vai ouvir nesta segunda-feira oito dos 11 militares do Exército presos por envolvimento na morte de três jovens no Morro da Providência, na zona Portuária do Rio. A audiência acontecerá no 1º Batalhão de Polícia do Exército, na Tijuca, por questões de segurança e para não atrapalhar as investigações. Nesta quarta-feira, o delegado deve ouvir na 4ª DP as testemunhas civis do caso.

Para avançar nas investigações, o delegado deve pedir a quebra de sigilo telefônico de todos os envolvidos. Com a lista completa das ligações e a movimentação das antenas de cada um, a polícia saberá quem mantinha contatos ou costumava freqüentar as comunidades do Estácio, Catumbi e Rio Comprido, dominadas pela facção Amigos dos Amigos (ADA), rival do Comando Vermelho (CV), que controla o Morro da Providência.

Leia também:


Leia mais sobre: violência no Rio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.