BRASÍLIA - O senador Renato Casagrande (PSB-ES) afirmou nesta terça-feira que o Ministro da Defesa, Nelson Jobim, deve ir ao Senado Federal, na Comissão de Relações Exteriores para explicar a polêmica em torno da compra de aviões caças franceses. A confirmação da presença de Jobim, prevista para a próxima quarta-feira (16) às 10h, foi feita por meio de um contato telefônico entre os dois nesta manhã.


Fiz o convite porque acho importante esclarecer para o Congresso, de fato, saber se há parceria com a França ou não [na compra de caças], explicou.

Casagrande defende que as Forças Armadas tenham de avançar junto com o avanço do Brasil, o que inclui o aparelhamento adequado da Segurança Nacional para que seja possível manter a postura pacífica do País.

Na noite de terça, o Ministério da Defesa divulgou uma nota à imprensa negando que a compra de caças estivesse concluída . A confusão começou um dia antes quando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou sobre uma série de acordos e deu a atender já estava definida com o GIE Rafale a aquisição de 36 aviões de combate.

Durante os discursos do Dia da Independência, o presidente a afirmou que os acordos em matéria de super computadores e projetos avançados de informática, aeroespacial e nuclear reforçarão nossa competitividade em setores estratégicos de ponta.

Entre os acordos bilaterais firmados constam a construção de um submarino a propulsão nuclear (com construção intermediária de quatro convencionais) e a de 50 helicópteros de transporte franceses EC-725.

Leia mais sobre: avião Rafale

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.