BRASÍLIA - A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, entregou nesta terça-feira pedido de demissão ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo informação da assessoria de imprensa do ministério, o pedido é em caráter irrevogável. Repercussão: http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/05/13/marina_silva_pede_demissao_da_pasta_do_meio_ambiente_1309783.htmlpolíticos e entidades comentam decisão de Marina Silva http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/05/13/saiba_mais_sobre_a_ex_ministra_do_meio_ambiente_marina_silva_1309779.htmlVeja biografia da ministra demissionária Marina Silva http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/05/13/assessores_relatam_irritacao_de_lula_por_saida_de_marina_1309789.htmlAssessores relatam irritação de Lula por saída de Marina http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/05/13/carlos_minc_deve_substitui_marina_silva_no_ministerio_do_meio_ambiente_1309792.html target=_topCarlos Minc (PT-RJ) deve ser convidado para assumir Meio Ambiente

Ainda não foram divulgados os motivos do decisão da ministra. Um ex-assessor da Marina, que não quis se identificar, porém, afirmou que o fato mais recente na lista de insatisfações da ministra foi a nomeação de Roberto Mangabeira Unger, ministro de Assuntos Estratégicos, para coordenador do Plano Amazônia Sustentável (PAS).

Ricardo Stuckert/PR
Lula estava com Aécio quando recebeu carta
Com a demissão, a ministra voltará ao cargo de senadora, que atualmente é ocupado por seu suplente, Sibá Machado (PT-AC). Durante a tarde, Marina telefonou para o senador para comunicar que assumiria a vaga na Casa. "A Marina é uma militante muito rígida e muito pura. Tenho certeza de que teve um motivo justo para sair", declarou Sibá Machado, destacando não saber, porém, o que teria levado a ministra a pedir demissão.

Marina estava no cargo desde 2003, no primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ela vinha entrando em conflito com posturas do governo referentes a políticas de preservação do meio ambiente. Entre os choques, está o controle do desmatamento na Amazônia. No início do ano, Marina chegou a apontar a produção agropecuária brasileira como responsável pelo aumento no desmatamento da floresta amazônica. A avaliação conflitou com o posicionamento do Ministério da Agricultura.

Marina era considerada um entrave ao crescimento econômico por parte de empresários e até mesmo de colegas do governo, uma vez que em sua gestão aumentou o rigor sobre a exploração da Amazônia.

No momento, Marina está em casa e não deve se pronunciar sobre o assunto até se encontrar com o presidente Lula. Não há previsão de que o encontro aconteça hoje.

Biografia

Formada em História pela Universidade Federal do Acre, aos 36 anos, Marina foi eleita pela primeira vez para o Senado em 1994, pelo PT do Acre, sendo a senadora mais jovem da história da República. Em 2002, foi reeleita com uma votação quase três vezes superior à anterior. No ano seguinte, assumiu o Ministério do Meio Ambiente.

No Senado Federal, Marina atuou como vice-presidente da Comissão de Assuntos Sociais e membro titular da Comissão de Educação, além de também ter sido vice-presidente da Comissão Especial do Congresso de Combate à Pobreza, criada por proposta de sua autoria. Ela também foi líder da bancada do PT e Bloco de Oposição no ano de 1999.

(*com informações da Reuters)

Opinião:

Leia também:

Leia mais sobre: Marina Silva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.