Ministério Público passará a inspecionar presídios a cada três meses

BRASÍLIA - O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) determinou que a partir de agora, os procuradores e promotores dos Ministérios Públicos Federal e dos Estados terão que realizar as inspeções nos presídios e centros de recuperação de jovens no intervalo máximo de três meses.

Agência Brasil |

A medida constava do relatório da Corregedoria Nacional, aprovado nesta segunda, sobre a atuação do Ministério Público no controle externo da atividade policial e na fiscalização do cumprimento das sanções penais e de medidas socioeducativas.

Uma comissão temporária no CNMP foi instaurada para monitorar, por um período inicial de seis meses, o cumprimento dos Ministérios Públicos da realização periódica de visitas a estabelecimentos policiais, penais e destinados a ações socioeducativas. Os responsáveis serão os conselheiros Sandro Neis (presidente), Cláudio Barros e Maurício de Albuquerque.

O objetivo das inspeções mais constantes é coibir a proliferação dos casos de maus tratos a presos, recorrentes em parte dos estabelecimentos prisionais brasileiros.

Leia mais sobre: presídios

    Leia tudo sobre: presídios

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG