Ministério Público investiga mortes de animais em zoológico de Goiânia

GOIÂNIA ¿ O Ministério Público Federal em Goiás abriu uma sindicância para investigar as mortes de animais que vem ocorrendo no zoológico de Goiânia desde o início deste ano. Nesta quinta-feira, morreu o 63º animal: um bisão.

Redação |

O MPF informou que aguarda a conclusão dos exames exigidos pelo Ibama quando o zoológico foi fechado, há cerca de um mês. O órgão também está esperando o resultado do exame toxicológico feito com a girafa Kim que morreu na última terça-feira. Com essas informações, o MPF poderá estabelecer claramente uma linha de investigação.

Na quarta-feira, o Ministério Público Federal, o Ibama, a Delegacia do Meio Ambiente e a direção do zoológico se reuniram para discutir medidas emergenciais para solucionar o problema.

No encontro, ficou estabelecido que o Ibama e funcionários do zoo irão realizar uma vistoria para complementar relatório técnico que instrui o processo sobre o caso. A previsão é que na próxima segunda-feira esse estudo seja entregue ao MPF.

O zoológico de Goiânia ocupa uma área de 280 mil m² onde vivem cerca de 600 animais. O parque fica no centro da capital goiana, na avenida Anhanguera. Criado em 1946, o zoológico possui em seu espaço nascentes de cinco córregos que formam lagos.

Assista ao vídeo sobre as mortes no zoológico de Goiânia:


Leia mais sobre:
zoológico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG