Ministério Público Federal abre investigação sobre contas secretas no Senado

O Ministério Público Federal (MPF) no Distrito Federal instaurou nesta quinta-feira uma investigação sobre a existência de três supostas contas paralelas que o Senado manteria no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal, que seriam utilizadas para fazer empréstimos a senadores.

Redação |

Agência Senado
Sarney deve enviar informaçãoes ao MPF
De acordo com o MPF, a abertura do procedimento foi autorizada pelos procuradores da República Bruno Acioli, Anna Carolina Resende e José Alfredo Silva, que afirmam que a ausência de publicidade e de fiscalização da movimentação e aplicação do dinheiro dessas contas, assim como o desvio de verba, prejudicaram o patrimônio público.

Segundo o MPF, a investigação solicitou informações a José Sarney, presidente do Senado. Foram pedidos os números das contas-correntes e das agências; os nomes das instituições financeiras; os nomes, a qualificação e o endereços dos titulares das contas nos últimos cinco anos, entre outras medidas. Foi solicitado a Sarney, também, informações sobre as providências eventualmente adotadas pela presidência do Senado sobre as denúncias.

A partir do recebimento do ofício, Sarney tem dez dias úteis para enviar as informações ao MPF.

Veja também:


Leia mais sobre:
Senado

    Leia tudo sobre: sarneysenadosenadores

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG