Ministério Público estuda medidas para tirar Maísa do ar

SÃO PAULO - O choro da pequena Maísa virou caso de Justiça. O Ministério Público de São Paulo, a Vara da Infância e da Juventude do Estado, e o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente estudam medidas cabíveis para tirar a menina do ar.

Agência Estado |

A cena de Maísa chorando de medo de um monstro falso, que foi ao ar

A menina Maísa durante programa de TV
no dia 9, e outra imagem dela novamente chorando, após bater a cabeça em uma câmera no "Programa Silvio Santos", no último domingo, geraram uma série de representações públicas no Ministério Público. O órgão vai avaliar as queixas e deve instaurar procedimento contra o "SBT" nos próximos dias.

Entre as denúncias feitas ao órgão, está a alegação de que Maísa, que tem apenas 6 anos de idade, vem passando por situações constrangedoras e violência psicológica no "Programa Silvio Santos".

O Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente vai analisar as imagens de Maísa chorando e promete também entrar com denúncia no Ministério Público.

O "SBT", por meio de sua assessoria de imprensa, informa que não vai se pronunciar sobre o caso, pois ainda não foi citado judicialmente. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Leia mais sobre: Maísa

    Leia tudo sobre: sbt

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG