Ministério Público encerra investigações da Polícia do Senado no caso Zoghbi

BRASÍLIA - O Procurador da República Gustavo Pessanha Velloso, responsável pelas investigações contra o ex-diretor de Recursos Humanos do Senado, João Carlos Zoghbi, encaminhou a apuração da Polícia do Senado (PS) sobre o caso para a Polícia Federal (PF), encerrando os trabalhos dos Policiais Legislativos.

Severino Motta, repórter em Brasília |

De acordo com a Polícia do Senado, o Procurador enviou a apuração para que a PF continue as apurações pois os supostos crimes extrapolam a competência da Polícia Legislativa.

João Carlos Zoghbi é suspeito de usar empresas no nome de laranjas para obter vantagens no ramo de crédito consignado oferecido aos funcionários do Senado. Ele também é investigado por uso irregular de apartamentos funcionais do Senado.

Leia abaixo a integra da nota:

"A Polícia do Senado Federal informa que o Procurador da República Gustavo Pessanha Velloso encaminhou para a Polícia Federal os autos do Inquérito Policial nº 003/2009 - PSF que indiciou os senhores João Carlos Zoghbi, Marcelo Araújo Zoghbi, Ricardo Nishimura Carneiro e a senhora Bianka Machado e Dias.

O representante do Ministério Público entende que, além dos crimes já investigados pela Polícia Legislativa, há indícios de outros delitos que desbordam os limites territoriais sob responsabilidade do Senado Federal, conforme estatui a Resolução nº 59, de 2002.

Com isso, a Polícia Federal dará continuidade às investigações da Polícia Legislativa.

Polícia do Senado Federal"


Leia mais sobre: João Carlos Zoghbi

    Leia tudo sobre: zoghbi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG