Ministério Público denuncia 18 profissionais de saúde por fraude de R$ 800 mil

JALES - O Ministério Público Federal em Jales, no interior de São Paulo, denunciou, nesta terça-feira, 18 profissionais de saúde suspeitos de emitirem recibos falsos. A fraude chega a R$ 800 mil, sem correção monetária.

Redação |

De acordo com o Ministério Público, fisioterapeutas, psicólogos, fonoaudiólogos e dentistas emitiram, entre os anos de 1998 e 2002, recibos falsos. Com isso, os supostos clientes deduziam indevidamente nas suas declarações de imposto de renda serviços de despesas médicas que nunca foram realizadas.

As pessoas que recebiam esses recibos também estão sendo investigadas.

Segundo o procurador da República Thiago Lacerda Nobre, autor da denúncia, as 18 pessoas não apresentaram documentos que comprovem que realmente prestaram serviços médicos. Todos tiveram oportunidade de comprovar a realização dos serviços, tanto perante a Receita Federal quanto durante o inquérito policial, mas não o fizeram. Ao contrário disso, vários dos denunciados acabaram até confessando que não prestaram os serviços", afirmou.

Os suspeitos podem responder por crimes contra a ordem tributária, cuja pena varia de dois a cinco anos, mais multa.

Leia mais sobre: fraude - Imposto de Renda

    Leia tudo sobre: fraudeimposto de rendaimpostos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG