Ministério Público de São Paulo denuncia 7 por lavagem de dinheiro do tráfico

O Ministério Público Federal em São Paulo denunciou cinco colombianos e dois brasileiros por supostamente montarem uma quadrilha no Brasil para lavar dinheiro do tráfico internacional de drogas. De acordo com a denúncia do Ministério Público, o grupo criou uma empresa de táxi aéreo de fachada e usava os aviões para fazer transporte de drogas e dinheiro.

Agência Estado |

Ainda segundo o Ministério Público, o bando levava cocaína para Estados Unidos e Europa, utilizando rotas na América do Sul, América Central e até na África. No entanto, não há provas de que tenham vendido drogas dentro do Brasil.

De acordo com o procurador da República Silvio Luis Martins de Oliveira, autor da denúncia, "as provas colhidas pela Polícia Federal na Operação Aquário demonstram que o grupo se associou para ocultar valores oriundos do tráfico por meio da criação de uma empresa de transporte aéreo, dando-lhe estrutura aparentemente legítima mediante a utilização de laranjas e testas-de-ferro."

A lavagem de dinheiro ocorria ainda, segundo a denúncia, quando a quadrilha usava o dinheiro do tráfico para adquirir bens licitamente em nomes de terceiros, como aviões e carros.

Leia mais sobre lavagem de dinheiro

    Leia tudo sobre: lavagem de dinheiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG