Ministério Público aponta uso irregular de passagens

Enquanto a Câmara tenta respaldar o uso irrestrito da cota de passagens aéreas pelos deputados, o Ministério Público Federal (MPF) dá mais um passo na investigação sobre o caso. A procuradora da República no Distrito Federal Anna Carolina Resende decidiu desmembrar a apuração em seis inquéritos civis públicos.

Congresso em Foco |

Na justificativa das cinco portarias publicadas no Diário Oficial da Justiça, no último dia 19, Anna Carolina afirma que as informações levantadas até o momento "indicam sérias irregularidades cometidas na emissão de passagens aéreas pagas com recursos da Câmara dos Deputados".

Leia reportagem completa no Congresso em Foco

    Leia tudo sobre: congressocongresso em focopassagens aéreas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG