Ministério Público acusa Infraero de favorecer lojas em aeroportos, diz jornal

SÃO PAULO - A Procuradoria Geral da República montou uma força-tarefa para investigar mais um foco de suspeitas de irregularidades na Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero): o loteamento dos aeroportos para a instalação de lojas e restaurantes. As informações são do jornal O Globo desta segunda-feira.

Redação |

De acordo com a reportagem, ações abertas em diferentes Estados acusam a estatal de favorecer empresas que ocupariam pontos privilegiados nos terminais sem disputar licitações ou graças a editais direcionados para eliminar concorrentes. A Infraero é responsável pela administração dos principais aeroportos do País.

A força-tarefa entra em funcionamento nas próximas semanas, ao mesmo tempo que a Polícia Federal investiga a Infraero por supeitas de fraudes em obras de construção e ampliação de aeroportos.

Ainda segundo "O Globo", a Infraero disse, em nota, ver a criação da força-tarefa "com normalidade" e prometeu colaborar com o Ministério Público nas investigações.

Leia também:

Leia mais sobre: Infraero

    Leia tudo sobre: aviaçãoinfraeroinvestigação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG