Ministério do Trabalho propõe reajuste para aeroviários e empresa

Representantes da pasta sugeriram empresas com maior capacidade de pagamento adotem piso salarial de R$ 1,1 mil e reajuste de 6,5%

Agência Brasil |

Uma nova proposta foi apresentada na reunião desta segunda-feira (26) entre os sindicatos dos aeroviários e as empresas do setor, mediada pelo Ministério do Trabalho. Os representantes do ministério sugeriram que as empresas com maior capacidade de pagamento adotem um piso salarial de R$ 1,1 mil para seus operadores e que o reajuste salarial geral seja de 6,5%. Atualmente, há uma proposta de piso salarial de R$ 1 mil que está sendo estudada por empresas e trabalhadores.

Após paralisação da semana passada, aeroportos têm dia tranquilo

A reunião ocorreu em Brasília, na sede do Ministério do Trabalho, mas ainda não há um acordo. Os sindicatos irão consultar as bases e as empresas irão se reunir para definir se aceitam ou não a sugestão do ministério.

Os aeroviários pedem reajuste de 7% e chegaram a f azer greve de três dias nos aeroportos mais movimentados do País . A paralisação, no entanto, já foi encerrada e os terminais operam com normalçidade. A próxima reunião de negociação ainda não foi marcada, mas deve ocorrer na semana que vem

    Leia tudo sobre: aeroportosaeroviários

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG