rebatizada de A H1N1 pela Organização Mundial de Saúde)." / rebatizada de A H1N1 pela Organização Mundial de Saúde)." /

Ministério da Saúde recomenda que pessoas evitem viajar para Argentina e Chile

BRASÍLIA - O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, recomendou nesta terça-feira que a população adie eventuais viagens para países onde circula o vírus da gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/30/oms+decide+mudar+nome+da+gripe+suina+5867916.htmlrebatizada de A H1N1 pela Organização Mundial de Saúde).

Redação com Agência Estado |

A recomendação é válida, principalmente, para pessoas maiores de 60 anos, crianças até 2 anos de idade e pacientes que passam por tratamento imunodepressivo, como os que fazem quimioterapia para o tratamento de câncer e Aids.

"O período de férias preocupa por causa do aumento da circulação de pessoas, então vamos recomendar que as viagens sejam adiadas, quando possível. Na América do Sul, Chile e Argentina são os países com maior número de casos e os mais preocupantes", afirmou.

Ele disse que, se as viagens não puderem ser adiadas, os turistas devem observar as recomendações das autoridades locais, sobretudo onde o vírus da doença circula.

São Paulo também faz alerta

AE
Colégio Magno, em São Paulo

Colégio Magno, na capital paulista, suspende aula

Um pouco antes, a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo havia emitido nota com a mesma recomendação. Segundo a secretaria, 40% dos casos da doença registrados no Estado de São Paulo até o dia 22 junho foram de pacientes que se infectaram durante viagem para a Argentina. Outros 15,5% dos pacientes adquiriram a doença nos Estados Unidos. O Chile responde por 5,1% dos casos da gripe entre os paulistas e o Canadá por 2,5%. Os demais países apontados como locais prováveis de infecção foram França, Inglaterra, México e Uruguai.

Atualmente, São Paulo registra 149 casos confirmados da "gripe suína". No Brasil, o último balanço divulgado na segunda-feira aponta para 240 casos. 

Aumento esperado

De acordo com Temporão, o forte aumento no número de casos registrados nos últimos dias já era esperado. Isso porque o Ministério ainda aguardava resultados de um grande número de testes.

O ministro afirmou que o Sistema de Vigilância, Controle, Detecção Precoce e Tratamento está funcionando. Além da recomendação do adiamento de viagens, todas as outras recomendações já divulgadas pelo Ministério permanecem válidas.

As pessoas que tiverem dúvidas sobre a doença devem consultar seus médicos ou os sistemas de informação do Ministério, por exemplo, no endereço eletrônico do Ministério da Saúde .

De acordo com Temporão, o Ministério fortaleceu a vigilância nas fronteiras secas, além de portos e aeroportos, para ter um controle detalhado das pessoas que entram no País provenientes de áreas atingidas pela "gripe suína".

"A situação é de tranquilidade. Não existe transmissão sustentada no Brasil, todos os casos autóctones foram originados de pessoas contaminadas em outros países, o que caracteriza uma transmissão limitada", afirmou.

Escolas fechadas

Ao falar sobre o fechamento de escolas em São Paulo , por conta da doença, o ministro recomendou que nenhuma atitude seja tomada sem que antes as autoridades sanitárias sejam consultadas. "É compreensível que pais e professores se sintam inseguros, mas é preciso consultar as autoridades".

Em Belo Horizonte, o colégio Marista Dom Silvério suspendeu as aulas de uma classe após a confirmação da doença em dois alunos de 8 anos e uma professora. Outras 19 crianças da mesma idade e que mantiveram contato com o primeiro estudante infectado pelo vírus também apresentaram sintomas da doença e estão sendo monitoradas em casa, segundo a Secretaria da Saúde do Estado de Minas Gerais

Sobre a cidade gaúcha de São Gabriel, onde o prefeito decretou estado de emergência por causa da "gripe suína" , suspendendo aulas em todas as escolas e proibindo eventos com aglomeração de pessoas, como festas e shows, o ministro disse que a decisão do prefeito foi por conta própria e não houve consulta ao Ministério da Saúde. "Estamos acompanhando este caso de perto, mas a situação está sob controle", disse o ministro.

Cerca de 500 alunos do ensino médio e pré-vestibular do colégio Anglo Cassiano Ricardo, em Taubaté, interior de São Paulo, tiveram as aulas suspensas após a confirmação de um caso de "gripe suína" entre os alunos. O colégio foi informado nesta segunda-feira pela Secretaria de Saúde de Taubaté sobre o caso do aluno e, por precaução, suspendeu as aulas até a próxima segunda-feira (29).

Ainda segundo informações da escola, os pais do aluno e o irmão também foram infectados pela doença. Eles tiveram contato com uma pessoa que voltou da Argentina recentemente e também teve o diagnóstico da doença confirmado.

* Com informações da Agência Brasil

Colégios cancelam aulas; assista:


Veja também:

Leia mais sobre: gripe suína

    Leia tudo sobre: argentinagripe suínatemporão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG