Ministério da Saúde quer certificado de eliminação de rubéola no Brasil

BRASÍLIA ¿ O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, irão solicitar nesta terça-feira à Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) o reconhecimento do êxito da campanha de vacinação contra a rubéola. Segundo o ministério da Saúde (MS), este é o primeiro passo para o Brasil conseguir o certificado de eliminação da circulação do vírus da rubéola no País.

Carollina Andrade - Último Segundo/Santafé Idéias |

Nos últimos cinco meses, o MS realizou campanha de vacinação ao imunizar mais de 67,2 milhões de pessoas, considerada a maior iniciativa do tipo realizada no Brasil. A meta foi ultrapassada e alcançou 95,79% da população alvo.  

Segundo o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, essa foi a maior campanha de vacinação de adultos no mundo e foi acompanhada de perto por observadores internacionais de países como China e Índia, que também se preparam para realizar iniciativas dessa magnitude. O Brasil não vinha conseguindo controlar adequadamente a doença (em 2007 ocorreram surtos da doença em vários Estados, principalmente RS e RJ), reconheceu.

Mas essa é uma conquista que tem de ser comemorada e dividida com toda a população brasileira. É um feito histórico e que aponta o Brasil para o caminho da eliminação da circulação do vírus no País, comentou o ministro Temporão. 

Os dados divulgados hoje pelo ministério mostram que, entre as mulheres foram vacinadas mais de 34,8 milhões, com 98,4% de cobertura. Entre os homens, o número de vacinados chegou a 32,4 milhões, alcançando o índice de 93,1% desse segmento da população.

No grupo de 12 a 19 anos de idade, foram alcançadas altas coberturas, chegando a 108,44%. Já no grupo de 20 a 39 anos, o percentual de cobertura ficou em 94,45%.

Em relação às regiões brasileiras, as coberturas chegaram, no Nordeste, a 98,98%; no Norte a 97%, no Centro-Oeste a 98,8%; no Sudeste a 94% e no Sul a 92,9%.

(com informações da Agência Estado)

    Leia tudo sobre: rubéola

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG