Ministério da Saúde envia 7 toneladas de medicamentos para RJ

Estojos podem atender a 45 mil vítimas e também será montado um esquema especial de atendimentos

AE |

selo

O Ministério da Saúde anunciou o envio de sete toneladas de remédios e materiais médicos para os moradores do Rio de Janeiro atingidos pelas chuvas no Estado, que já mataram mais de 300 pessoas de acordo com contagem divulgada nesta manhã de quinta-feira pela Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil. Os estojos podem atender a 45 mil vítimas. Hoje, o ministro Alexandre Padilha acompanhará a presidente Dilma Rousseff (PT) em vistoria às áreas atingidas.

Os anti-inflamatórios, antiparasitários, analgésicos, antitérmicos, anti-hipertensivos, ataduras, esparadrapos, luvas, máscaras, cateteres e seringas, entre outros componentes, serão usados, principalmente, em Teresópolis e Nova Friburgo. Além disso, o ministério monta um esquema especial de atendimento nos hospitais federais. O Departamento de Gestão Hospitalar Federal (DGH) pôs à disposição parte das 75 salas cirúrgicas dos hospitais federais (Andaraí, Bonsucesso, Cardoso Fontes, Lagoa, Ipanema e dos Servidores).

As cirurgias eletivas, sem caráter emergencial, podem ser adiadas para dar prioridade aos feridos com as chuvas. Médicos e enfermeiros serão enviados às regiões castigadas. De acordo com o ministério, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Teresópolis voltou a funcionar após queda de energia. Hospitais filantrópicos da região também terão mais verbas para ampliar atendimento - o valor será definido hoje pelo governo do Rio, que pedirá o montante ao governo federal.

Já em Nova Friburgo, um hospital de campanha será montado pelo governo do Estado. A pasta bancará o custeio da operação. Ainda segundo o ministério, a administração federal mantém contato com a Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo para verificar a necessidade de remessa de insumos também para as vítimas paulistas.

    Leia tudo sobre: chuvamedicamentotagédiario de janeiromorte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG