Ministério da Saúde e indústria fecham meta para eliminar gordura trans até 2010

O Ministério da Saúde e a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia) estabeleceram nesta quinta-feira (18) uma agenda de metas para a eliminação dos teores de gordura trans dos alimentos industrializados no País. Um dos compromissos assumidos é a supressão desses índices, até o final de 2010, conforme os parâmetros recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que define um limite de 2% de gordura trans no total de gorduras que compõem os alimentos.

Redação |

Acordo Ortográfico

O acordo foi firmado durante encontro do Fórum de Alimentação Saudável, instância político-institucional que se reuniu nesta quinta-feira pela segunda vez, sob a coordenação do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, com o objetivo de propor ações pragmáticas para os próximos anos.

Estamos inovando sob o ponto de vista da saúde pública porque, de maneira consciente e com a participação de todos os setores envolvidos nessa questão, produziremos bons frutos para a melhoria da saúde dos brasileiros, afirmou Temporão.

O ministro informou que a eliminação dos teores de gordura trans dos alimentos industrializados será feita de forma gradual, até 2010, e conforme as possibilidades da indústria.

Instalado pelo ministro no último mês de julho, o Fórum é considerado um espaço de debate entre representantes do governo e da indústria para a definição de alternativas direcionadas à redução dos teores de gordura trans, sal e açúcar dos alimentos industrializados e comercializados no Brasil.

A partir da segunda quinzena de janeiro, o fórum terá reuniões periódicas por meio de um grupo técnico que também contará com representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), da Embrapa e de universidades.

Leia mais sobre: gordura trans

    Leia tudo sobre: gordura trans

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG