O Ministério da Saúde deverá permitir a administração de doses dobradas do medicamento oseltamivir (Tamiflu) em pacientes, informou o órgão durante reunião, ocorrida nesta semana em São Paulo, sobre a pandemia do vírus da Influenza A (H1N1), popularmente conhecida como gripe suína. Segundo afirmou no evento Nancy Bellei, infectologista da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), é possível que as doses atuais não sejam suficientes para combater o novo vírus em pacientes obesos, por exemplo, grupo que apresentou risco aumentado de evoluir gravemente.

Em razão do aparecimento de mutações do vírus resistentes ao oseltamivir no mundo, o governo já autorizou o uso de uma segunda droga, o zanamivir, em pacientes que não melhorem com o Tamiflu. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.