Ministério da Saúde coloca dez capitais em alerta para surtos de dengue

BRASÍLIA - Além do Rio de Janeiro, outras dez capitais devem estar em alerta para um possível surto de dengue segundo o Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (Liraa), do Ministério da Saúde. Em outras duas capitais, Porto Velho (RO) e Salvador (BA), a situação é mais grave e é classificada pelo relatório como risco de surto. O levantamento apurou a infestação do mosquito em 171 municípios que possuem maior risco de proliferação. O resultado foi divulgado em novembro de 2007 para que cada localidade aplicasse medidas preventivas.

Agência Brasil |

As capitais em estado de alerta são Manaus (AM), Belém (PA), Palmas (TO), Maceió (AL), Fortaleza (CE), João Pessoa (PB), São Luiz (MA), Recife (PE), Aracaju (SE) e Vitória (ES).

Em Fortaleza, o secretário municipal de saúde, Odorico Monteiro de Andrade, já transferiu seu gabinete para o Centro de Controle de Endemias da cidade. A secretaria está muito preocupada, nós consideramos a situação pré-epidêmica e estamos trabalhando para manter o controle e, na pior das hipóteses, se houver epidemia, que nós tenhamos um controle sobre ela, disse em entrevista à Agência Brasil.

Em 2008 foram registrados em Fortaleza cerca de 2.150 casos de dengue, com sete óbitos ainda em investigação. Andrade afirmou que o trabalho está sendo realizado em dois eixos: prevenção ¿ com a ação de 1.150 agentes de endemia para eliminar criadouros do mosquito ¿ e manejo clínico de casos de dengue.

Estamos fazendo um esforço importante de treinamento e capacitação de funcionários da saúde para fazer um diagnóstico diferencial entre a virose dengue e a não-dengue. Com isso a gente pode tratar adequadamente [os doentes] e evitar óbitos. Segundo o secretário, o combate à doença acontece durante todo o ano e é intensificado no inverno.

Em Manaus, até ontem, foram registrados 3.789 casos suspeitos ¿ o número já ultrapassa os contabilizados no ano passado. Desses, 1.428 já foram confirmados, sendo 63 de dengue hemorrágica, com 5 mortes. Para a diretora de epidemiologia e ambiente do município, Leila Brasil, o quadro ainda não configura epidemia, mas a Fundação de Vigilância de Saúde de Manaus, em parceria com a secretaria estadual de saúde, já trabalha na Operação de Impacto de Combate à Dengue.

Segundo Leila, nas últimas semanas, os registros diminuíram e a população está mais sensível à necessidade de eliminar os focos de reprodução do Aedes aegypti. Já fizemos várias passeatas em distritos que tinham alta densidade de mosquito, entregando material com informações sobre a dengue e alertando a população, contou.

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, disse nesta quarta-feira pela manhã que alguns estados merecerão atenção especial durante todo o ano de 2008 para evitar situações semelhantes à ocorrida no Rio de Janeiro esse ano.

Na Região Norte a nossa preocupação são com os estados do Pará, Rondônia e Amazonas. No Nordeste, a Bahia, o Rio Grande do Norte e Sergipe, enumerou.

De acordo com Temporão, esses estados apresentam um número maior de casos em 2008, mas em termos quantitativos, a situação no Rio de Janeiro é muito mais grave. No Rio você tem 50 mil casos e algumas centenas em outros Estados, comparou.

Surto e epidemia

Segundo a superintendente de Vigilância em Saúde do Rio, Meri Baran, a diferença entre surto e epidemia é a área atingida. O surto é a propagação de uma doença numa área menor, como um bairro de uma cidade, uma creche, uma escola ou um alojamento militar. Já a epidemia é o avanço rápido por um grande território, atingindo várias pessoas em curto espaço de tempo.

Leia também:

  • Temporão quer trabalho permanente contra a dengue
  • Rio disponibiliza batalhões e delegacias para tratar pacientes
  • Ministério da Saúde libera R$ 3 milhões para o combate à dengue
  • Casos de dengue em BH quase dobram em cinco dias
  • Para Lula, dengue é culpa da União, Estado, Prefeitura e população
  • 2/3 dos casos de dengue nas Américas ocorreram no Brasil
  • Turismo já sofre efeitos da epidemia de dengue no Rio
  • Leia mais sobre: dengue

      Leia tudo sobre: dengue

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG