Ministério da Justiça vai apurar denúncia de grampo

O Ministério da Justiça acabou de divulgar nota à imprensa informando que tomará as providências para apurar a denúncia de grampo ilegal nos telefones do presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, de ministros e parlamentares, relatada na revista Veja desta semana. Acusado de estar por trás da montagem do aparato de espionagem, junto do diretor-geral da Abin, Paulo Lacerda, o ministro da Justiça, Tarso Genro, disse que o informante da Veja (pretensamente da Abin) deve ter algum tipo de interesse em mascarar problemas que esteja enfrentando com a lei.

Agência Estado |

A reportagem da revista menciona que até mesmo o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, adversário político de Genro dentro do PT, estaria sendo vítima de espionagem clandestina. O ministro nega ligação com qualquer episódio.

"Um principio elementar de ética pública impediria tomar tal atitude", diz o ministro na nota. "A Polícia Federal não tem quadros disponíveis para serem manipulados visando ações criminosas."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG