Ministério acompanha 11 com suspeita de contaminação

O Ministério da Saúde anunciou nesta segunda-feira que está acompanhando o estado de saúde de 11 pessoas que estiveram em países afetados pela gripe suína. Três delas estão no Hospital das Clínicas, em Minas Gerais. Há ainda duas no Rio de Janeiro, duas no Amazonas, duas no Rio Grande do Norte, uma em São Paulo e outra no Pará.

Agência Estado |

Nenhum paciente, segundo o ministério, preenche a definição de caso suspeito conforme os critérios estabelecidos - febre acima de 38ºC, acompanhada de tosse, dificuldade respiratória, dores de cabeça, musculares e nas articulações; e ter como procedência o México ou as áreas afetadas nos Estados Unidos e no Canadá, nos últimos dez dias. A pasta ressaltou que, até o momento, não há evidências da circulação do vírus no Brasil.

A gripe suína já matou 20 pessoas no México e, segundo o governo do país, há 149 óbitos sob investigação. Por isso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) elevou hoje de 3 para 4 o nível de alerta de risco de pandemia de gripe suína em uma escala que vai de um 1 a 6. O nível 4 de alerta significa que a OMS confirmou a eclosão de um novo surto de influenza com evidências de aumento das transmissões entre humanos.

O número de infecções nos EUA subiu para 44 e seis casos foram reportados no Canadá, informou a OMS. Também houve um caso confirmado na Espanha e dois no Reino Unido. Há ainda casos suspeitos na Alemanha, na França, na Itália, na Nova Zelândia, na Suíça e no Peru.


Aeroportos fazem prevenção de voos vindos do México


Gripe Suína no Brasil:

Entenda a gripe suína:

Leia também:

Leia mais sobre: gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG