egoísmo em recusa de Maggi para força florestal - Brasil - iG" /

Minc vê egoísmo em recusa de Maggi para força florestal

O futuro ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, rebateu hoje declarações do governador do Mato Grosso, Blairo Maggi, contrário à proposta de ceder funcionários do Estado para integrar uma força nacional florestal. Minc afirmou que há um certo egoísmo por parte de Maggi em relação ao assunto.

Agência Estado |

"A partir de agora o Blairo Maggi não deve brigar comigo, deve brigar com o presidente Lula, que já bateu o martelo (sobre a criação da força nacional, que usará policiais dos Estados)", disse Minc.

Antes, ao ser indagado pela primeira vez sobre a declaração de Maggi, Minc brincou com os repórteres: "Vocês querem saber se o Blairo Maggi vai ser o comandante da minha força nacional florestal?". Minc deu as declarações na Secretaria de Meio Ambiente do Estado do Rio de Janeiro.

Segundo reportagem do jornal O Globo , Maggi disse que, se a Guarda Nacional Florestal for mesmo criada para proteger a Floresta Amazônica, como sugeriu Minc, não deverá contar com a ajuda da polícia de Mato Grosso. Pela proposta de Minc, a Guarda Nacional seria formada por policiais recrutados em diversos Estados, como a Força Nacional de Segurança Pública. "Não conte com a nossa polícia. Já temos pouco efetivo para cuidar do povo. Não tenho soldados para proteger a floresta", disse o governador, após reunião ontem com o coordenador do Plano Amazônia Sustentável (PAS), ministro Mangabeira Unger.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG