Minc propõe criação de autarquia para certificar madeira

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, entregou hoje ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva propostas de criação de uma nova autarquia para certificar madeiras, um decreto que regulamenta a legislação de preservação da Mata Atlântica e a realização de concurso público para três mil cargos no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), no Instituto Chico Mendes e na Polícia Federal (PF), para o combate ao desmatamento. Ele (Lula) deu OK para as idéias, a decisão está tomada, disse Minc, após audiência no Palácio do Planalto.

Agência Estado |

Horas depois, assessores do governo disseram que Lula ainda estuda as propostas. Minc disse que se for criada, a autarquia Serviço Florestal Brasileiro tornará mais rigoroso o combate ao desmatamento e tornará a exploração de madeira sustentável. A estimativa, segundo ele, é que a autarquia crie, num primeiro momento, 36 mil empregos, com a exploração de madeira legalizada. "A única forma de combater a venda de madeira ilegal é ofertar madeira legalizada."

Na entrevista, Carlos Minc também disse que o presidente iria assinar o decreto da Mata Atlântica numa solenidade em São Paulo, na sexta-feira. "Sem o decreto a lei não é cumprida, porque o decreto é o cumpra-se da lei", afirmou. "É o decreto que cria uma série de mecanismos para garantir, não só, que a Mata Atlântica não vai ser destruída, mas que vai ser reconstituída com corredores florestais, mosaicos e unidades de conservação."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG