O futuro ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, rebateu hoje com números de ampliação do desmatamento na Amazônia declaração feita ontem pelo governador do Mato Grosso, Blairo Maggi, que ameaçou não ceder funcionários do Estado para a criação de uma Força Nacional Florestal. Vai ser um dado ruim, um dado de aumento (do desmatamento).

Para variar, mais de 60% em qual Estado? Quem sabe? Mato Grosso", declarou Minc. Segundo ele, a estatística completa de abril do sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter) será divulgada na segunda-feira pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

O novo ministro afirmou que há "certo egoísmo" de Maggi, ao comentar entrevista do governador ao jornal O Globo , na qual Maggi declarou: "Acho até que pode criar (a guarda florestal). Mas não conte com a nossa polícia. Já temos pouco efetivo para cuidar do povo. Não tenho soldados para proteger a floresta. Tragam gente do Sul, de Curitiba, de Porto Alegre."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.