Minc defende Forças Armadas em parques e reservas da Amazônia

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Ao chegar de Paris neste domingo, o secretário do Ambiente do Rio de Janeiro, Carlos Minc, convidado para ser o novo ministro do Meio Ambiente, disse que irá propor ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva a presença das Forças Armadas nos parques e reservas da Amazônia. Minc tem encontro com Lula na segunda-feira, quando será oficialmente convidado para substituir a ministra Marina Silva, que deixou o cargo na semana passada.

Reuters |

'Aqui no Rio nós criamos os guarda-parque. Ou seja, diante da insuficiência de fiscais, colocamos destacamentos do Corpo de Bombeiros em nossos parques e áreas de proteção ambiental', disse Minc à Agência Brasil.

'Eu vou propor ao presidente que se crie destacamentos, ou que se aloque alguns regimentos para funcionar dentro dos grandes parques nacionais', acrescentou.

Minc afirmou que essa é uma sugestão que levará a Lula, mas que a decisão será tomada pelo presidente, que é o comandante supremo das Forças Armadas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG