Minc culpa Casa Civil pelo atraso em dados do Inpe

A chefia da Casa Civil pediu para segurar a divulgação dos números do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) referentes ao desmatamento na Amazônia no mês de maio, afirmou hoje o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc. Sou favorável à transparência total e absoluta.

Agência Estado |

Espero que sejam divulgados na próxima semana, até porque não há razão para isso, e pode gerar uma apreensão na imprensa justificada", disse Minc, que pretende reunir-se na terça-feira com a ministra-chefe Dilma Rousseff para discutir o "plano de divulgação". "Todo mês é divulgado, e um mês não é, o que você vai imaginar? Que o dado é ruim, o que por acaso não é", declarou.

Ele disse que viu os dados do programa de Detecção de Desmatamento da Amazônia em Tempo Real (DETER) - "que não são ruins, não há aumento em relação ao mês passado nem (em relação) ao mesmo mês do outro ano (2007)" -, mas não está autorizado a divulgá-los.
A divulgação dos dados de maio, que apresentaram aumento, também sofreu atraso. Na ocasião, ao comentar números ainda parciais, Minc criticou o governador do Mato Grosso, Blairo Maggi (PR), aliado do governo, citado como um dos responsáveis pela alta da devastação.

    Leia tudo sobre: amazonia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG