Minc confirma 81 ações contra desmatadores ilegais da Amazônia

BRASÍLIA - Empresas e fazendeiros de Mato Grosso, Pará e Rondônia, três dos nove Estados que formam a Amazônia, terão de responder a ações civis públicas e pagar multas por danos causados ao meio ambiente. Nesta sexta-feira, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, anunciou que serão ajuizadas 81 ações contra desmatadores ilegais.

Agência Brasil |

Acordo Ortográfico

A bola está agora com a Justiça, conosco, e com o Ministério Público Federal. Nós demos o primeiro passo, mas agora todos os dias serão de combate à impunidade e de leilão de soja, madeira e gado que sejam produto de crime ambiental. Não irão enriquecer com produto de crime ambiental, afirmou Minc.

A procuradora do Instituto Chico Mendes e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Andrea Vulcanis, informou que as ações estão baseadas em provas obtidas por meio de imagens de satélite e laudos técnicos que comprovam o desmatamento feito nas áreas.

As provas juntadas foram imagens de satélite e o histórico do desmatamento, laudos técnicos e periciais informando quais os danos provocados por esses infratores e quais as consequências ambientais desses danos e a constatação efetiva de que aqueles autores são realmente os autores do desmantamento, explicou.

Andrea disse ainda que as ações pedem a reparação dos danos ambientais, manutenção do embargo das terras, já decretado em processo administrativo do Ibama, indenizações e registro da ação civil pública nos documentos do imóvel.

Sobre as multas, a procuradora informou que estão em fase de cobrança pelo Ibama. Algumas em processo de recurso, outras não cabe recurso. Também há uma lista na esfera de cobrança judicial, informou.

O valor total das multas é de R$ 227 milhões. De acordo com Minc, desta vez, elas serão realmente pagas. Várias multas foram pagas, mas são minoria. O balanço que temos do passado é de que entre 5% a 10% das eram pagas, o que é ridículo. Agora, além da multa, há essa obrigação de refazer o bem degradado. Quem desmatou vai ter de plantar uma a uma as matas destruídas.

Leia mais sobre: meio ambiente

    Leia tudo sobre: meio ambiente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG