Minc anuncia monitoramento de todos biomas brasileiros

A partir de agora o monitoramento por satélite será feito em todos os biomas brasileiros e não só na Amazônia. O anúncio foi feito hoje pelo ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, no laboratório do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), em Brasília, que faz as análises das imagens dos satélites utilizados - o Landsat norte-americano, o Alos japonês, que perfura nuvens, e os já utilizados pelo País, como o Detecção do Desmatamento em Tempo Real (Deter) e o Programa de Monitoramento da Floresta Amazônica Brasileira por Satélite (Prodes).

Agência Estado |

"O Brasil não é só Amazônia. O Brasil agora é monitorado o ano inteiro", afirmou.

Segundo o ministro, nos primeiros exames das imagens, o cerrado perdeu cerca de 10% de sua formação original em apenas seis anos, o que é considerado preocupante, visto que a Amazônia perdeu 20% de sua formação em 40 anos. Ou seja, o cerrado perdeu 1,5% ao ano, nos últimos seis anos, enquanto a Amazônia perdeu 0,5% ao ano. Minc disse que também serão monitorados por satélite a caatinga, a Mata Atlântica, o pantanal e os pampas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG