RIO DE JANEIRO - O futuro ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, anunciou nesta terça-feira o nome do ex-superintendente do órgão em Minas Gerais e atual diretor de licenciamento do Ibama nacional, Roberto Messias Franco, para a presidência do Ibama. Messias Franco vai substituir Bazileu Alves Margarido Neto, nomeado pela ex-ministra Marina Silva, que anunciou sua saída do ministério na semana passada.


AE
Minc pediu ao novo presidente, em prazo de um mês, procedimentos para simplificar e agilizar os processos de licenciamento ambiental, segundo comunicado da Secretaria do Ambiente do Estado do Rio de Janeiro.

Encontro com Marina Silva

Carlos Minc se encontrou nesta segunda-feira com a ex-chefe da pasta Marina Silva. Os dois reiteraram a necessidade de dar continuidade às políticas ambientais em curso. Minc aproveitou a ocasião para rebater críticas de parte da mídia internacional que defende a internacionalização da Amazônia.

De acordo com Minc, quem questiona a soberania da floresta deveria passar por qualificações psicológicas.

Ele afirmou que a Amazônia é e será nossa e frisou que cabe ao País a proteção do bioma e o desenvolvimento de atividades sustentáveis por parte da população local. O ônus e o bônus são nossos. As ajudas internacionais são bem vindas, mas desde que sejam com base científica e de sustentabilidade, declarou.

O encontro entre Minc e Marina aconteceu na residência da ex-ministra. Ao final da conversa, os dois fizeram questão de descer do apartamento juntos, em um ato simbólico que evidencia a idéia de continuidade nos trabalhos do ministério. A própria Marina perguntou se descer juntos ia melindrar ou não. Eu acho que mais importante é afirmar as afinidades que temos na questão ambiental, destacou Minc.

PAC

Minc disse ainda que os licenciamentos ambientais para as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) estão em dia e que o mais importante neste momento é a votação pelo Congresso Nacional da Emenda 23, que permite que estados e municípios possam conceder parte dos licenciamentos. Isso é uma medida que vai agilizar (a análise dos pedidos de licenciamento), avaliou.

Leia ainda:


Leia mais sobre: Minc  - Amazônia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.