A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil confirmou hoje a 24ª morte em decorrência das chuvas que atingem Minas Gerais desde setembro último. O corpo de Leonardo de Souza Ângelo, de 31 anos, foi reconhecido pela arcada dentária por familiares no Instituto Médico Legal (IML).

Ângelo é a quinta vítima do temporal que atingiu a região metropolitana de Belo Horizonte na noite de 31 de dezembro.

Ele foi arrastado pela correnteza do Rio Arrudas, que transbordou causando destruição e mortes, principalmente na região oeste da capital. O corpo da vítima foi encontrado no sábado, em Sabará, no leito do rio das Velhas, onde desemboca o Arrudas.

Nos últimos dias, as cidades mais afetadas pelas enchentes foram Manhuaçu e Carangola, ambas na região da Zona da Mata. Em Carangola, o rio que corta a cidade subiu mais de cinco metros acima do nível normal. Cerca de 120 pessoas ficaram desabrigadas.

Em Manhuaçu, de acordo com o Corpo de Bombeiros, aproximadamente 100 pessoas ficaram desabrigadas e cerca de oito mil desalojadas devido à cheia do Rio Manhuaçu, que subiu pelo menos sete metros acima de seu nível normal. Os bombeiros precisaram resgatar 60 pessoas na cidade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.