50 anos de bossa nova em Paris - Brasil - iG" /

Milton Nascimento e Márcio Faraco festejam 50 anos de bossa nova em Paris

Os cantores brasileiros Milton Nascimento e Márcio Faraco, além de vários herdeiros diretos dos pais fundadores da bossa nova, celebrarão os 50 anos do gênero musical na quarta-feira, na famosa Sala Pleyel de Paris.

AFP |

Márcio Faraco se apresentará com Mariana de Moraes, cantora e neta de Vinicius de Moraes, Philippe Baden Powell, pianista e filho de Baden Powell, cujos acordes minimalistas iluminam o novo álbum de Faraco, "Um Rio" (Harmonia Mundi).

Milton Nascimento, por sua vez, contará com Daniel (piano) e Paulo (violão) Jobim, filhos de Antonio Carlos Jobim, outro membro da "Santíssima Trindade" da bossa nova.

"Chega de Saudade", lançado em 1958, é considerado marco fundador da bossa nova, com canções sentimentais e às vezes melancólicas, compostas por Tom Jobim a partir de poesias de Vinicius e interpretadas por João Gilberto, com seu jeito singular de tocar violão.

Marcada pelo refinamento, pela proximidade ao mesmo tempo com o jazz e o samba de raiz, a bossa se tornou mundialmente famosa com "Garota de Ipanema" em 1963, cantada por Astrud e João Giberto com o saxofonista Stan Getz.

Diretamente ligada à cidade do Rio de Janeiro, a bossa nova foi declarada "patrimônio cultural" em outubro de 2007 pelo então prefeito.

Milton Nascimento, verdadera lenda da música brasileira, não é especialista do gênero, interpretará na Sala Pleyel clássicos como "Manhã de Carnaval", "Desafinado" e "Samba de una nota só".

Márcio Faraco é um cantor e violonista de Brasília. Emigrou para a França em 1991, onde segue praticando o gênero musical.

chc/ap/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG