Militantes querem nome de Marighella em praça do Rio

Antigos militantes da Aliança Libertadora Nacional (ALN), organização de esquerda que foi comandada por Carlos Marighella, lançaram hoje a campanha para dar seu nome à Praça Marechal Floriano, no centro do Rio, tradicionalmente conhecida como Cinelândia. Hoje faz 40 anos que o ex-guerrilheiro foi assassinado em São Paulo.

Agência Estado |

"Esta praça é simbólica, foi palco das principais campanhas políticas desde a do Petróleo é Nosso. Ela abrigou a passeata dos 100 mil. Por aqui começaram o terminaram grandes outras passeatas e manifestações, como a da Anistia e das Diretas Já", lembrou o também ex-comandante da ALN, Carlos Eugênio Sarmento da Paz, ao justificar o movimento para dar à praça o nome de Marighella.

Hoje, simbolicamente, os participantes da manifestação - havia representantes do PT, PSB, PCdoB, PCB e PDT - colaram nas placas da praça o nome do ex-líder da organização de esquerda. Na Câmara Municipal, por iniciativa do vereador Leonel Brizola Neto, tramita um decreto legislativo lhe dando o título de cidadão carioca.

Na próxima semana o movimento dará início à coleta de assinaturas em um abaixo assinado para pressionar os vereadores cariocas a aprovarem a legislação necessária para mudar o nome da praça que também abriga a Câmara.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG