Londres, 22 jul (EFE).- O ex-guitarrista do The Clash, Mick Jones, abriu hoje uma biblioteca dedicada ao rock, que tem o objetivo de inspirar e educar os apaixonados por música.

O local fica na região da Portobello Road, onde Jones e Joe Strummer fundaram a banda em 1976.

A biblioteca conta com mais de 10 mil artigos que faziam parte do arquivo do guitarrista.

"Estas são relíquias do século passado. Uma parte da história musical britânica", disse Jones ao jornal "Evening Standard".

"É uma coleção muito pessoal, que mostra minhas paixões. Mas não quero que a biblioteca seja só para os fãs do Clash. Espero que possa ser útil, estimule a imaginação das pessoas e passe uma ideia de criatividade contínua", completou.

No lugar, oito funcionários guiarão os visitantes, que poderão apreciar discos, histórias em quadrinhos, livros, filmes, cartazes, entre outros objetos.

Trata-se de uma biblioteca nada convencional, pois tem canções de nomes como Rolling Stones e Bob Dylan como fundo musical.

Entre as lembranças do The Clash, estão objetos como caixas de pizzas, botas, chapéus e camisas.

Mick Jones vem planejando gravar com bandas novas em seu estúdio - que fica perto da biblioteca. Além disso, recebe o apoio do Governo local e mantém uma parceria com a Fundação Strummerville, criada por amigos e parentes de Joe Strummer, falecido em 2002.

"Estou fazendo isto com a Prefeitura, mas não acho que agora eu faça parte do 'establishment' musical. Talvez faça parte da indústria (musical), mas não do 'establishment'", garantiu o ex-integrante de uma das bandas mais reverenciadas da história do rock. EFE pa/plc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.