Michael Moore pede doações para salvar banqueiros de Wall Street

Los Angeles (EUA.), 15 jun (EFE).

EFE |

- O cineasta Michael Moore divulgou seu próximo documentário sobre a crise financeira neste fim de semana, nos cinemas dos Estados Unidos, com um vídeo onde pediu doações para ajudar os banqueiros de Wall Street, informou hoje a produtora Overture.

Moore lançou uma campanha simbólica, na qual convidou os espectadores americanos a contribuírem com o dinheiro que tiverem nos bolsos, para salvar as entidades financeiras necessitadas, em clara referência aos famosos planos multimilionários de ajuda implantados pelo Governo dos EUA.

"Sei o que estão pensando: 'já dei dinheiro no passado através do 'bailout', os pacotes de medidas econômicas do Governo'. Mas se você doou antes, dê algo a mais, você vai se sentir bem", disse Moore em um vídeo transmitido em vários cinemas de Los Angeles, Chicago, Washington DC e Nova York.

A mensagem de Moore foi exibida como trailer de seu próximo documentário que estreará no dia 2 de outubro, no qual o ganhador de Oscar por "Tiros em Columbine" (2002) focará em Wall Street.

No final do vídeo, várias pessoas entraram nos cinemas vestidas com camisetas brancas e com placas que diziam "Salvem nossos banqueiros".

Vários espectadores entraram na brincadeira de Moore e doaram algumas moedas.

"A situação econômica afetou muita gente que não tinha outra alternativa, se não a assistência do Governo. Por isso peço a elas agora que procurem em seus bolsos e deem uma mão", afirmou Moore ironicamente.

Desta vez, o objetivo de Moore, que já criticou a venda de armas nos EUA, o sistema de saúde pública e a gestão de George W. Bush, é focar em empresas financeiras como o "Citibank, Bank of America, AIG, Goldman Sachs, JP Morgan e outros bancos necessitados", segundo sua gravação. EFE fmx/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG