Michael Jackson morre em Los Angeles aos 50 anos

O ícone do pop Michael Jackson morreu nesta quinta-feira após sofrer uma parada cardíaca, confirmou o Instituto Médico Legal de Los Angeles, depois que a informação foi divulgada por vários veículos da imprensa americana.

AFP |

O tenente Fred Corral, porta-voz do IML, disse à rede de televisão CNN que Jackson, 50 anos, foi declarado morto às 14H26 local.

"Posso dizer neste momento que fomos informados por investigadores do Departamento de Polícia de Los Angeles Oeste que Jackson foi levado (...) para o hospital. Ao dar entrada, estava sem os sinais vitais e foi declarado morto por volta das 14H26 esta tarde", declarou Corral à CNN.

Segundo o porta-voz, uma autópsia "provavelmente" será realizada na sexta-feira. Ele preferiu não especular sobre a causa da morte.

"As coisas ainda estão acontecendo. Estamos nos comunicando com o hospital para transportar Jackson para nossas instalações, onde ele será examinado para determinarmos a causa da morte", destacou.

"Até onde eu sei, fomos informados por investigadores da polícia de Los Angeles que Jackson foi levado pelos paramédicos para o hospital com uma parada cardíaca severa, e que depois foi declarado morto", acrescentou.

O site especializado em celebridades TMZ.com e o jornal Los Angeles Times foram os primeiros a noticiar a morte do cantor.

"A morte do pop-star Michael Jackson aconteceu na tarde desta quinta-feira, após ter sido transferido para o hospital em coma profundo, confirmaram fontes policiais e municipais ao Los Angeles Times", o grande jornal da Califórnia.

O agente de Jackson, Tohme E. Tohme, não foi encontrado pela AFP para comentar a morte do cantor. Representantes do hospital da Universidade da Califórnia não estão falando com a imprensa e a família de Jackson permanece em silêncio.

As redes de televisão americanas mostravam centenas de pessoas reunidas em frente ao hospital em busca de notícias sobre Jackson.

O acesso ao setor de emergência do centro médico, que fica em Westwood, oeste de Los Angeles, perto das colinas de Beverly Hills, foi bloqueado durante a tarde pela polícia, e os jornalistas que foram ao local estavam sendo mantidos a distância.

O pai do cantor, Joe Jackson, disse ao site E! Online que estava em Las Vegas e não sabia nada sobre o estado de saúde do filho.

Michael Jackson havia propalado, em março, sua volta aos palcos no mês de julho com uma série de shows em Londres, uma volta amplamente noticiada, depois de sua reclusão voluntária, desde que foi absolvido, em 2005, da acusação de abuso sexual a um menor e de armar um plano para manter o menino em seu rancho da Califórnia.

Em maio passado, os organizadores dos espetáculos anunciaram seu adiamento, informando que a decisão nada tinha a ver com a saúde do cantor.

O "Rei do Pop" nos anos 80 viu sua carreira prejudicada por suas extravagâncias em público, sua transformação física e as múltiplas acusações de abuso sexual.

Jackson nasceu no dia 29 de agosto de 1958 no seio de uma família negra e pobre de Gary (Indiana, norte). Seu pai, mineiro, e sua mãe, empregada de uma loja, tiveram nove filhos.

rcw/ap/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG