Micarla pode decretar calamidade na saúde de Natal

NATAL - A prefeita Micarla de Souza vai ter de decidir em seu segundo dia de mandato se decreta ou não estado de calamidade pública para a área da saúde municipal. Ontem, durante a cerimônia de posse da prefeita, a TRIBUNA DO NORTE apurou que o médico Levi Jales, que hoje está sendo empossado como secretário de Saúde, ia propor à prefeita que tomasse essa medida.

Agência Nordeste |

Na noite de quinta-feira, em contato com o médico, ele explicou que a proposta de decretar estado de calamidade pública realmente estava sendo avaliada. Estaremos com a prefeita (hoje) e vamos avaliar a situação. Estamos com informação da Associação Médica e do Sindicato dos Médicos. Se for necessário vamos propor o decreto de calamidade pública, disse.

Na opinião do novo secretário,  a situação é delicada. A questão  envolve além de falta de funcionários a falta de estrutura adequada para atendimento da população. A área de Saúde é considerada pela nova administração como prioritária. Tanto que em seu discurso de posse e nas entrevistas que concedeu após a cerimônia, Micarla de Souza deixou claro que nesses 100 primeiros dias de governo quer dar uma resposta positiva à situação na qual o setor se encontra.

Para isso, a prefeita pretende que Levi Jales, assim que tomar posse, cuide em pesquisar e avaliar os reais números da Saúde. De acordo com Micarla de Sousa, esse quadro ainda não é conhecido porque durante o trabalho realizado pela equipe de transição as informações referentes a este setor não foram repassadas como deveriam.

Em seu discurso de posse, a prefeita aproveitou para fazer duras críticas à forma como a Saúde foi gerida na administração  que passou. Que não aceitemos mais a repetição de alguns irreparáveis e inconcebíveis erros do presente, como no caso da saúde pública, onde o descaso triunfou sobre a pobreza e a simplicidade dos mais carentes, declarou.

E acrescentou: Aqui faço o meu primeiro apelo e ao mesmo tempo deixo bem claro aos que comporão nossa equipe de trabalho: Saibam que não vou aceitar ter sido em vão o nosso contundente repúdio ao desmedido desrespeito à cidadania das pessoas na prestação dos serviços públicos de Natal, especialmente na saúde.

Ela ainda aproveitou a posse para prometer que não deixará o setor da saúde como ele se encontra. A triste realidade atual, eu prometo, vai mudar, até porque só serei uma prefeita realizada quando essa realidade atual for apenas  parte de uma história antiga na nossa cidade e da qual não sentiremos nenhuma saudade (....) Por isso, não descansarei enquanto não conseguir melhorar a saúde pública de Natal.

Além de Levi Jales, hoje, ás 11h, tomarão posse todos os outros novos secretários municipais. Há a expectativa de que nessa cerimônia Micarla de Sousa anuncie os conteúdos dos primeiros oito projetos que ela deve encaminhar à Câmara Municipal para promover as primeiras mudanças necessárias à implementação de sua administração. Uma dessas mudanças diz respeito à extinção de secretarias e criação de outras. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Comunitário (SMDC) deve tornar-se Secretaria de Articulação e Integração. Também será criada a Secretaria de Defesa do Social. Outra secretaria que deixará de existir é a de Assuntos Legislativos.

Leia mais sobre: prefeitos eleitos

Leia também

    Leia tudo sobre: micarla

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG