A atriz Mia Farrow, que viajou como enviada da ONU à República Centro-africana, descreveu esse país como um Estado abandonado e onde as violações dos direitos humanos são moeda corrente.

"Não conheço a definição técnica de Estado abandonado, mas pode imaginar que não é muito diferente do que acontece lá", contou a atriz de 63 anos, embaixadora da boa vontade do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), falando à AFP.

Segundo ela, tanto as tropas leais ao governo como as forças insurgentes são culpadas por diversas atrocidades cometidas contra civis, principalmente crianças.

A atriz, que nos últimos anos se dedicou a defender causas dos direitos humanos e várias partes do mundo, pretende que sua visita incentive as agências e organismos mundiais a trabalhar na República Centro-africana.

Leia mais sobre: Mia Farrow

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.