Sou o único de Minas com 16 anos de mandato, diz prefeito itinerante

Warmillon Braga foi eleito em Lagoa dos Patos e, na sequência, ganhou cargo em Pirapora. Agora, projeto de lei quer vetar casos como este

Denise Motta, iG Minas Gerais |

Penso que se o Brasil tivesse Justiça no sentido amplo e irrestrito da palavra, temos de ter o direito de ir e vir. Acho que na politica também tinha que ter o direito de ir e vir. Muitas vezes o bom deixa de ser prefeito porque não pode, a lei proíbe”, diz prefeito itinerante

A proibição legal de disputar uma reeleição por mais de uma vez não impede que políticos mudem seu domicílio eleitoral para concorrer ao posto de prefeito. Conhecidos como “prefeitos itinerantes”, eles podem estar com os dias contados.  A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou um projeto de lei que proíbe a mudança de domicílio eleitoral para políticos que buscam o terceiro mandato em outras cidades. 

Em Minas Gerais, a prática é comum. O atual prefeito de Pirapora (Norte de Minas), Warmillon Fonseca Braga (DEM) é um exemplo. Ele completa, em 2012, 16 anos no cargo de prefeito (oito anos em Lagoa dos Patos e outros oito em Pirapora). Pirapora, cidade natal de Braga, fica a 100 quilômetros de distância de Lagoa dos Patos.

O prefeito de Pirapora, claro, é contra a proibição de mudança do domicílio eleitoral. “Se o cara é bom gestor, ou que seja mal gestor, a população é que tem que avaliar. Quem tem que referendar é o eleitor”, diz ele. Aos 44 anos de idade, Braga tem orgulho de se dizer o único prefeito de Minas Gerais com atuação ininterrupta de 16 anos. Ele conta que a "família sempre mexeu com política" e, por causa disso, ele também se envolveu. Uma irmã é vereadora há 29 anos em Lagoa dos Patos, mas pelo PDT, lembra. “Quando fui prefeito em Lagoa dos Patos a minha irmã foi a presidente da Câmara de Vereadores”, lembra ele.

Divulgação
"Sou o único de Minas Gerais que tem 16 anos de mandato", se orgulha Warmillon Fonseca Braga (DEM). Na foto, ele ao lado do então governador de Minas Gerais, Aécio Neves
Sobre a ideia de concorrer à prefeitura de Pirapora, em 2004, ele diz que a ideia partiu de um convite de políticos de Pirapora. “Saí de Lagoa dos Patos, cidade com 5 mil habitantes, e fui para Pirapora, de 60 mil. Como fiz uma boa gestão em Lagoa dos Patos, fui chamado para disputar em Pirapora.” Questionado se pretende novamente mudar o domicílio eleitoral para continuar a ser prefeito, caso não haja impedimento legal, Braga disse pensar em uma disputa pelo legislativo. “O que eu pedi a Deus, Ele me deu. Na verdade Ele me deu mais do que mereço. Sou o único de Minas Gerais que tem 16 anos de mandato. Pode ser que eu tente ser deputado federal ou estadual”.

Distante 140 quilômetros de Pirapora fica a cidade de São João da Lagoa, também no Norte de Minas. Foi lá que o ex-prefeito Ronaldo Mota Dias (PR) começou sua carreira política. Após dois anos de mandato, Dias resolveu disputar a eleição de prefeito na vizinha Coração de Jesus. “São João da Lagoa era distrito de Coração de Jesus em 1995. Eu fui prefeito de São João da Lagoa entre 1997 e 2004 e de Coração de Jesus de 2005 a 2009. Tentei reeleição, mas perdi. Se você não comprar a eleição, não ganha. Eu consegui ganhar sem comprar”, diz.

Dias afirmou ao iG que nunca empregou parentes e que entrou para a política para buscar melhorias no escoamento de produção agrícola. Ele também disse ser contra o projeto em tramitação no Senado, que proibe a mudança de domicílio eleitoral para coibir a atuação dos chamados “prefeitos itinerantes”. “Penso que se o Brasil tivesse Justiça no sentido amplo e irrestrito da palavra, temos de ter o direito de ir e vir. Acho que na politica também tinha que ter o direito de ir e vir. Sou favorável à reeleição em todos os níveis, por tempo determinado. Cabe à justiça coibir abusos, aí o cidadão ia votar livremente. Muitas vezes o bom deixa de ser prefeito porque não pode, a lei proíbe”.

    Leia tudo sobre: minas geraiseleiçõesprefeitos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG