Siamesas partilham o mesmo coração e não podem ser separadas

Segundo o hospital, Vitória e Viviane estão bem, com quadro clínico estável

Denise Motta, iG Minas Gerais |

Dilvulgação
Vitória e Viviane nasceram unidas pelo abdômen: chance de sobrevivência é de 50% em casos como estes
As gêmeas siamesas Vitória e Viviane , nascidas na última quinta-feira (09) em Minas Gerais, não poderão passar por operação para serem separadas, informou na tarde desta quinta-feira (16) o hospital onde os bebês estão internados, a Santa Casa de Belo Horizonte.

Os médicos confirmam que as crianças partilham o mesmo coração, o que inviabiliza a cirurgia. Segundo o hospital, as crianças estão bem, com quadro clínico estável, e devem passar por exames para avaliar se existem outros órgãos interligados, além do coração.

A mãe das crianças, uma adolescente de 17 anos, retornou para sua cidade natal, em Coronel Fabriciano, a 198 quilômetros de Belo Horizonte. Ela teve o bebê na cidade de Timóteo, a 196 quilômetros de Belo Horizonte. O pai, Renato Bragança, de 23 anos, disse não ter condições financeiras de se manter na capital mineira, pois o hospital possui horários específicos de visita e o acompanhante não pode pernoitar com as meninas.

    Leia tudo sobre: gêmeossiamesesminas geraisbelo horizonte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG