Prisão de casal em Minas Gerais revela crime ocorrido há 20 anos

Casal foi preso após sequestro de menina. Com eles foi descoberta outra vítima, uma mulher de 24 anos, cuja mãe já estaria morta

Denise Motta, iG Minas Gerais |

A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu na noite de terça-feira (16) uma mulher suspeita de ter sequestrado uma criança há cerca de 20 anos. Neli Maria Neves, de 53 anos, foi descoberta porque roubou outra criança recentemente, na cidade de Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte. A primeira criança sequestrada teve o nome preservado. Ela foi registrada como filha biológica de Neli e hoje tem 24 anos. Já a segunda criança, Stefany Rodrigues Barbosa dos Santos, de sete anos, foi devolvida à família três dias após o desaparecimento e um dia após a polícia divulgar o retrato falado de Neli, no início deste mês de agosto.

AE
Dona de casa Neli Maria Neves, de 53 anos, suspeita de sequestros em Minas Gerais

A mulher de 24 anos ainda não foi ouvida pela polícia mineira porque faz uso de medicamentos controlados. Não se sabe ao certo com quantos anos ela foi roubada da família. Investigações preliminares a respeito de parentes dela indicam que sua mãe biológica já teria morrido.

O cabo reformado da Polícia Militar de Minas Gerais Jair Narciso de Lacerda, de 65 anos, companheiro de Neli, também foi preso pela polícia, por participação no rapto das crianças. Os dois viviam juntos há 25 anos. O militar reformado teria sido responsável por registros civis em cartórios. O casal mantinha o primeiro nome e fornecia seus sobrenomes às crianças sequestradas.

Neli, conforme divulgou a polícia mineira, foi condenada em 1984 pela morte do ex-marido, cujo nome não foi revelado. Não foram divulgados detalhes sobre este crime, nem mesmo por quanto tempo ela foi condenada e por qual período ela teria cumprido a sentença judicial.

    Leia tudo sobre: minas geraissequestrocontagem

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG