Quatro acusados de tráfico, homicídio que dividiam cela em cadeia de Passa Tempo renderam agente penitenciário

selo

Um agente penitenciário que trabalha na cadeia pública de Passa Tempo, em Minas Gerais, foi deixado trancado em uma cela apenas de cueca por quatro presos que escaparam do local. A fuga ocorreu na noite da sexta-feira e o agente só foi solto da cela depois que vizinhos ouviram gritos de socorro e acionaram a polícia.

Segundo a Polícia Militar, os presos, acusados de tráfico, homicídio e roubo, haviam arrombado o cadeado da cela em que estava. Quando um agente chegou conduzindo outro detento, os suspeitos renderam o servidor.

O agente penitenciário foi agredido com golpes de uma barra de ferro, algemado e colocado de cueca na cela. Quando foi solto, ele teve que ser encaminhado para um hospital com ferimentos na cabeça, mas foi medicado e liberado em seguida.

Antes de fugir, os detentos ainda pegaram uma espingarda calibre 12 e um revólver que estavam na cadeia. A PM fez buscas na região, mas, até a tarde de hoje, os foragidos não haviam sido encontrados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.