Policiais civis de MG iniciam paralisação de 48 horas

Investigações ficaram totalmente paralisadas, com remarcação de depoimentos e outros procedimentos

AE |

selo

Policiais civis de Minas Gerais iniciaram nesta terça-feira uma paralisação de 48 horas em todo o Estado, como forma de reivindicar principalmente aumento salarial. Segundo os sindicatos ligados à instituição, o movimento teve a adesão de 80% a 90% das unidades, nas quais foi mantido um terço do efetivo para garantir o atendimento a serviços como autuações em flagrante, remoções de cadáveres e necropsias. 

Serviços à população como emissões de Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) e Certificados de Registros de Veículos Automotores (CRLVs) foram mantidos, mas também com 30%, o que causou lentidão em algumas unidades. As investigações, por sua vez, ficaram totalmente paralisadas, com remarcação de depoimentos e outros procedimentos. 

Segundo Ronaldo Cardoso, da direção do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de Minas Gerais (Sindepominas), amanhã devem ser retomados os trabalhos de inquéritos em andamento, mas a categoria continua mobilizada. A principal reivindicação dos delegados mineiros é a inclusão da profissão nas carreiras jurídicas do Estado, como defensores públicos e promotores de Justiça, além do aumento salarial. Atualmente, um delegado em início de carreira em Minas recebe salário bruto de R$ 5,7 mil.

    Leia tudo sobre: polícia civilminas geraisparalisação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG