Polícia prende quatro por contrabando em Minas Gerais

Quadrilha era especializada na inserção de mercadorias ilegais, contrabando e descaminho; penas podem chegar a 15 anos de prisão

AE |

selo

Quatro pessoas foram presas acusadas de integrar uma quadrilha especializada na inserção de mercadorias ilegais, produto de contrabando (importação proibida) ou descaminho (importação permitida, mas sem recolhimento dos tributos devidos), em shoppings populares de Belo Horizonte.

Esquema fraudulento: PF prende 78 em ação contra contrabando em seis Estados

Durante a Operação UD (utilidades domésticas), deflagrada pela Polícia Federal em conjunto com a Receita Federal, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão e quatro mandados de prisão, expedidos pela 11ª Vara da Justiça Federal em Belo Horizonte. O grande volume de mercadorias apreendidas, por sua vez, está sendo recolhida pela Receita Federal. 

Os acusados responderão pelos crimes de quadrilha ou bando, contrabando/descaminho e falsidade ideológica, cujas penas somadas podem chegar a 15 anos de reclusão, além de multa e perdimento da mercadoria.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG