Polícia Federal atua contra fraude em seguro-desemprego em MG

Treze mandados de prisão temporária e outros 18 de busca serão cumpridos nesta sexta-feira. Prejuízos aos cofres públicos chegam a R$ 500 mil

AE |

selo

Agentes da Polícia Federal estão cumprindo nesta sexta-feira (16) 13 mandados de prisão temporária e 18 mandados de busca e apreensão, com o objetivo de desarticular uma quadrilha que fraudava seguro-desemprego na região sul de Minas Gerais. A Polícia Federal calcula um prejuízo aos cofres públicos de mais de R$ 500 mil. 

Leia outras notícias de Minas Gerais

O grupo começou a operar em agosto do ano passado, criando vínculos trabalhistas fictícios em carteiras de trabalho, de pessoas que eram procuradas pelos integrantes da quadrilha. Usando a ata de audiência falsa, da Justiça do Trabalho, buscavam obter parcelas de seguro-desemprego, segundo a PF. A Operação Hefesto foi desencadeada nas cidades de Pouso Alegre e Machado.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG